João Carlos Martins recebe orquestra de projeto social de João Pessoa/PB no dia 8 de setembro, no Theatro Municipal de São Paulo

Google+PinterestLinkedInTumblr+

Será o quinto concerto do “Orquestrando o Brasil” no qual o maestro irá reger o grupo musical formado por 42 jovens, entre 10 e 17 anos   

O maestro João Carlos Martins irá reger a Orquestra do Projeto Ação Social Pela Música, de João Pessoa/PB, no Theatro Municipal de São Paulo/SP, neste domingo (8 de setembro), a partir das 12h. O espetáculo, que abrirá o concerto Bachiana Meio-dia, da Bachiana Filarmônica SESI-SP, faz parte de uma série de apresentações que o “Orquestrando o Brasil” vem realizando pelo país, com grupos musicais integrantes do projeto, sob a regência do maestro João Carlos Martins, como ocorreu em Taubaté/SP, em Maringá/PR, em São Paulo/SP e em Brasília/DF este ano.

O Projeto Ação Social pela Música atende atualmente 300 crianças e adolescentes, com idade de 6 a 17 anos, em quatro unidades na capital do estado da Paraíba, mantido integralmente pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, através da Fundação Cultural (Funjope), desde 2015. Aliando o ensino da música à educação formal, num sistema de jornada complementar à escola, o projeto disponibiliza também aulas de reforço escolar (Português e Matemática). Na Unidade 1 (Alto do Mateus) e na Unidade 2 (Mangabeira) os alunos aprendem a tocar instrumentos de corda (violino, viola, violoncelo e contrabaixo). Já na Unidade 3 (Gervásio Maia), estudam flauta doce, e na unidade 4 (Bairro dos Novais), estudam metais (trompete, trombone, tuba e trompa).

O programa do concerto de domingo começa com músicas que fizeram sucesso nas telas do cinema e TV como “Games of Thrones” (Ramin Djawadi), “The Avengers” (Alain Silvestri) e pérolas do repertório Armorial, como “No Reino da Pedra Verde” (Clóvis Pereira) e “Toada e Desafio” (Capiba), dentre outras composições. A programação segue com apresentação da Bachiana e do Quinteto Jazz.

Os 42 alunos do projeto – 14 da unidade do Alto do Mateus e 28 da unidade de Mangabeira – serão regidos pelos maestros Samuel Galvez Espinosa e Hector Rossi, além do maestro João Carlos Martins.

Essa é a primeira vez que os alunos do projeto fazem uma apresentação fora da cidade. “A viagem vai ser um compromisso profissional incrível. O Theatro Municipal de São Paulo é um dos maiores palcos da música clássica nacional e vai ser incrível poder mostrar o que nossa orquestra sabe fazer. Sou um dos alunos mais velhos do projeto e estou muito ansioso para representar minha cidade ao lado dos meus amigos”, disse Carlos Eduardo Melo Carvalho, o Cadu, de 16 anos, que começou no projeto em 2015, quando tinha 12 anos, e hoje é um dos alunos mais experientes. Ele estuda viola clássica na unidade de Mangabeira, é estagiário da Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP) e bolsista da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba.

Para o diretor executivo da Funjope, Maurício Burity, o convite para participar desse concerto é fruto do trabalho sociocultural desenvolvido pela PMJP em benefício do povo de João Pessoa, com este projeto que vem transformando vidas e que é um dos mais importantes para a política cultural do município. “É uma honra receber este convite tendo partido de um dos maiores nomes da música do nosso país e podermos levar essas crianças para se apresentarem no Theatro Municipal de São Paulo, que é um templo da cultura no Brasil e na América Latina. Certamente será uma experiência inesquecível para todos nós”, afirmou Burity.

“O sonho de Villa-Lobos, de fechar o Brasil em forma de coração, está sendo realizado através do Orquestrando o Brasil. Prova disso é a apresentação da orquestra do projeto Ação Social pela Música, de João Pessoa/PB, em pleno Theatro Municipal de São Paulo. É um orgulho receber essas crianças cujo trabalho musical tive o privilégio de conhecer no ano passado, durante visita do Orquestrando o Brasil à João Pessoa. Será um belo espetáculo”, conclui o maestro João Carlos Martins.

Orquestrando o Brasil

Idealizado pelo maestro João Carlos Martins e realizado em parceria com a Fundação Banco do Brasil, SESI-SP e FIESP, o “Orquestrando o Brasil” é uma plataforma digital para disseminação de conteúdo, oferecendo capacitação para regentes e músicos, além de ser uma ferramenta para a troca de conhecimento. O portal visa construir uma relação permanente e online de suporte e informação. A plataforma dá apoio para que, a partir dos recursos humanos e físicos de cada comunidade, os envolvidos possam liderar um movimento de expansão ou consolidação da música local. Um canal de comunicação, informação e interação, que tem o objetivo de unir os músicos.

Criado em junho de 2018, o “Orquestrando o Brasil” reúne 440 orquestras e bandas, um universo que representa mais de dezoito mil músicos, com grupos musicais de 190 municípios espalhados pelos estados de Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Bachiana Meio-dia – 8 de setembro

Programa:

I – Orquestra Ação Social pela Música (João Pessoa)
Samuel Galvez Espinoza, regente
Hector Rossi, regente

RAMIN DJAWADI
Games of Thrones

ALAN SILVESTRI
The Avengers

CLÓVIS PEREIRA
No Reino da Pedra Verde

CAPIBA
Toada e Desafio
João Carlos Martins, regente
Luiz Gonzaga/Humberto Teixeira – “Asa Branca”

II – Quinteto Jazz
Gypsy Mozart
All of Me
Sweet Georgia Brown

III – Bachiana Filarmônica SESI-SP
João Carlos Martins, regente

MAX STEINER
E o Vento Levou

JOHN WILLIAMS
Medley

ENNIO MORRICONE
Cinema Paradiso

JOHN BARY
Em Algum Lugar do Passado

DMITRI SHOSTAKOVICH
Valsa

Duração aproximada: 60 minutos
Classificação indicativa: livre
Ingressos: R$ 20
THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO
Praça Ramos de Azevedo, s/n- Centro/SP
Telefone: 11 3053 2085
Horário: 12h
Abertura dos portões: 11h
Duração aproximada: 60 minutos (sem intervalo)

Eventim: http://bit.ly/2luiixW
Bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo: De segunda a sexta das 10h às 19h | 
Sábado e domingo das 10h às 17h.
Classificação Indicativa: Livre (sugerido para maiores de 7 anos)

Compartilhe.

Deixe uma resposta

2 × cinco =