João Carlos Martins visita Orquestra do Centro Cultural Special Dog em S. Cruz do Rio Pardo/SP

Google+PinterestLinkedInTumblr+

Grupo musical faz parte de projeto criado em 2014, que atende 370 alunos nas aulas de instrumentos musicais

“Fiquei empolgado em descobrir que em uma cidade de 47 mil habitantes existe um projeto tão bem estruturado em prol da música clássica”, disse o maestro João Carlos Martins, ao visitar o Centro Cultural Special Dog, em Santa Cruz do Rio Pardo/SP, na última semana. Na ocasião, o maestro conferiu apresentação dos alunos de piano, Raphael Xavier Larano Sponchiado, Marco Antônio Xavier Lanaro Sponchiado e Ana Carolina de Souza Covolan e também tocou e deu dicas aos estudantes.

O Centro Cultural Special Dog é uma organização sem fins lucrativos, idealizado pelos irmãos Erik e Mário Manfrim, sócios da empresa fabricante de alimentos para cães e gatos, localizada na cidade. Criado em 2014, com o objetivo de promover integração, cultura e aprendizado por meio de cursos e workshops de artesanato, corte e costura, arte circense, canto, bazares e de diversos instrumentos, entre outras atividades, já beneficiou mais de mil adultos e crianças.

Atualmente, o centro cultural, que funciona em um imóvel do século 19, devidamente restaurado para as novas funções, atende 500 alunos, sendo que 370 em aulas de instrumentos musicais como flauta doce e transversal, violino, viola de arco e viola caipira, violoncelo, piano e bateria. Além de aulas coletivas de musicalização infantil, alfabetizar cantando, corais infantil, juvenil e adulto, percussão e camerata de violões.

Orquestra conquista cada vez mais público

Criada em junho de 2017, inicialmente com instrumentos de cordas, a Orquestra começou a ganhar corpo com a chegada de novos naipes, passando a se chamar Orquestra Sinfônica do Centro Cultural Special Dog. Composta por professores e alunos do próprio Centro Cultural, atualmente, conta com 29 integrantes entre os instrumentos de cordas, madeiras, metais, piano e percussão.

“A participação na orquestra é uma disciplina fundamental para todos os alunos. Ela faz parte da formação e profissionalização de instrumentistas. Ao integrar o grupo, os alunos começam a adquirir experiência para seu futuro musical”, explica o maestro Eduardo Augusto.

Realizando diversas apresentações gratuitas durante o ano, como a Cantata de Natal, o espetáculo de música sacra Agnus Dei, grito de Carnaval e concertos didáticos em escolas da cidade, a orquestra já tem data para iniciar a sua temporada 2019, com uma apresentação especial, no dia 24 de março, em Timburi/SP. “Faço questão de ter esse grupo integrando o Orquestrando o Brasil”, concluiu o maestro João Carlos Martins.

Compartilhe.

Deixe uma resposta

1 × 3 =