Orquestra Contemporânea Brasileira, Fortaleza/CE, integra sonoridade do acordeon à música erudita

Google+PinterestLinkedInTumblr+

A cada encontro, uma nova atração e a certeza de um público que retorna. A Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB) realiza o quarto concerto oficial da temporada de 2019 no próximo dia 23 de junho, às 10h30, no palco principal do Cineteatro São Luiz, na capital cearense. Os espetáculos anteriores trazem em comum a presença atenta de uma plateia que tem lotado o teatro a cada manhã de domingo de apresentação.

Investindo na diversidade de repertório, a Orquestra alia composições eruditas e populares. Assim, a primeira parte do programa prevê canções do período barroco (1600 -1750) compostas para orquestra de cordas, incluindo obras de compositores ingleses como Haendel e Henry Purcell. A segunda parte do concerto contará com a participação do acordeonista cearense Rodolf Forte, que apresentará músicas de Luperce Miranda, Gilberto Monteiro, Sivuca, dentre outros.

O arcodeon é um instrumento popular na música brasileira, sobretudo no gênero nordestino conhecido como Baião. A presença de Rodolf Forte no concerto, um músico reconhecido nacionalmente que apresenta o programa Sanfonas do Brasil, da TV Cultura, irá contribuir com a aproximação da música erudita ao repertório popular.

Outra característica da Orquestra Contemporânea Brasileira é investir na formação de novos instrumentistas, contribuindo com a ampliação do mercado de trabalho. Por isso criou três núcleos de educação musical no Estado – em Fortaleza, Pindoretama e São Gonçalo do Amarante – que têm possibilitado a centenas de jovens o aprendizado da música de concerto. A Empresa de Energia Elétrica (EDP) é a patrocinadora oficial da orquestra, que apoia sobretudo o projeto de São Gonçalo, onde são atendidas cerca de 160 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social no Ceará.

A estreia da Temporada de Concertos no Ceará foi no dia 26 de março, no palco principal do Cineteatro São Luiz. O evento contou com a participação de 35 músicos profissionais, entre instrumentistas de cordas, sopros e percussão, que surpreenderam o público com um repertório que passou pela música barroca do Século XVII até sucessos de Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”. A agenda de 2019 prevê duas apresentações mensais no Cineteatro São Luiz, sendo um concerto didático e um concerto oficial. O grupo teve seus primeiros passos em 2016, como fruto de uma ação cultural do Sistema Brasileiro de Bandas e Orquestras (Sinfonia.br), em parceria com a Associação dos Amigos da Arte (AAMARTE).

A OCB tem direção artística do maestro Arley França, que é Doutor em Educação, Mestre e Licenciado em Música, e fundador da Orquestra de Sopros de Pindoretama. O maestro acumula a experiência de criação de mais de 40 bandas e orquestras infantojuvenis no Ceará e a direção de concertos na Alemanha e Noruega. Orientou-se em regência em cursos realizados na Inglaterra, Itália e Estados Unidos e integra o projeto Orquestrando o Brasil, do maestro João Carlos Martins.

Cineteatro São Luiz

Sala com maior média de espectadores por sessão de cinema no Brasil, o Cineteatro São Luiz, em seu primeiro ciclo de gestão desde sua reabertura pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (maio de 2015 a dezembro de 2018) recebeu 602.437 espectadores em 2.667 atividades, chegando a média diária de 450 espectadores.

Sendo capaz de abrigar, em alta performance, diversas linguagens artísticas em seus “seis palcos”, o equipamento rebatizado de Cineteatro chegou em março de 2019 aos 61 anos em plena atividade, passando a receber em 2019 também os concertos da Orquestra Contemporânea Brasileira.

Serviço:
Concerto da Orquestra Contemporânea Brasileira
Local: Cineteatro São Luiz
Data: 23 de junho
Horário: 10h30
Valor do ingresso: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia) – sem limite de 
meia entrada
Realização: Sinfonia BR e AAMARTE
Apoio: Cineteatro São Luiz, IFCE, Holy Cow Criações, Instituto EDP, 
Ministério da Cidadania
Patrocínio: EDP


 

Compartilhe.

Deixe uma resposta

treze − 1 =