Virtuose brasileiro do violino, solista de 13 anos é destaque de concerto na UFMT

Google+PinterestLinkedInTumblr+

Guido Sant’Anna é um dos mais aclamados violinistas brasileiros da atualidade. O concerto será nesta quarta-feira (17), no Teatro da UFMT

Um garoto de apenas 13 anos, o violinista Guido Sant’Anna, é promessa do cenário da música de concerto no Brasil. Nesta quarta-feira a plateia cuiabana confere por que ele é um dos mais festejados violinistas brasileiros da atualidade. Ele participa como solista do concerto Violinio Virtuoso, nesta quarta-feira (17), no Teatro da UFMT. A apresentação será às 20h, mas já às 18h30 terá início a distribuição de ingressos.

Esta é mais uma ação do efervescente núcleo de música formado a partir do projeto UFMT Com a Corda Toda. Com sua formação original como orquestra de cordas, composta por violinos, violas e violoncelos, além da participação de Guido Sant’Anna, o concerto desta quarta-feira contará também com a participação especial do violoncelista David Gardner, docente da Universidade Federal de Goiás (UFG).

No repertório, canções de A. Arensky, Piotr Ilitch Tchaikovsky, J. Haydn e B. Britten.

De acordo com a coordenadora do projeto, Rubia Naspolini Yatsugafu, a série de apresentações anto esta apresentação, como a anterior, “Viva Cuiabá”, e a próxima, do duo Yatsugafu-Ballousier, que será realizada em 30 de abril, promovem uma ideia em comum, denominada Abril pela paz, um pequeno gesto para grandes reflexões.

Sobre Guido Sant´Anna, Rubia enaltece o talento do jovem artista: “Guido Sant´Anna foi o primeiro sul-americano a ser selecionado para participar da competição de violino Menuhin Competition em Genebra, na Suíça, no ano passado, uma das mais importantes e concorridas competições de violino do mundo”.

“Violinistas de todo o país acompanharam o desenvolvimento de Guido Sant’Anna no concurso e torceram por ele. Dentre mais de 300 concorrentes de altíssimo nível, ele foi um dos finalistas e conquistou a sexta colocação na competição, algo fenomenal para ele e para a história do violino no Brasil”, completa o coordenador do UFMT Com a Corda Toda, professor Oliver Yatsugafu.

A apresentação é uma realização da Pró-reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (Procev), UMFT Com a Corda Toda e do Departamento de Artes da Faculdade de Comunicação e Artes (FCA) da UFMT.

Fonte: O Livre

Compartilhe.

Deixe uma resposta

três × 4 =